Objetivo: Viver sozinho! Que fazer?

Se estás a pensar morar sozinho, uma das primeiras coisas que tens que preparar é a ti mesmo. Nunca tomes uma decisão desta importância sem ponderar bem os prós e os contras, vantagens e desvantagens até tomares a decisão final do que realmente queres. Não precisas apenas de dinheiro (apesar de ser um fator muito importante!). Já pensaste em tudo o que vais precisar de fazer? Estás preparado para viver sozinho? abdicar da comida da mãe..da roupa lavada..da companhia, do isolamento. É nesses fatores todos que tens que pensar.

Primeiro tens que ponderar isso, e depois então, se estás seguro da tua decisão..tens que preparar um Plano financeiro. Mas com organização é tudo possível.

Principais decisões antes de sair de casa :

  • Para onde vais morar?  – Decide a tua zona de conforto. Se é perto dos pais, perto dos transportes ou perto do trabalho, etc,
  • Com quem ? – Vais morar sozinho? Partilhar apartamento? Pondera bem caso queiras morar sozinho se estás pronto para a solidão, ou se pensas morar com alguém se estás pronto para o convívio diário com essa pessoa;
  • Quais são as tuas necessidades? Precisas de um T1 ou um T2? É importante o estacionamento? Ou uma varanda?  –  Pondera desde já o que precisas para te sentir confortável antes de ires à caça de casa.

Plano Financeiro

Tens que preparar um orçamento antes de sair de casa e depois de sair de casa.

Antes de sair:

  1. Equaciona até quanto podes gastar em renda (de preferência até 30% do teu ordenado líquido);
  2. Faz uma estimativa de quanto poderás gastar por serviços como luz, condomínio, gás, Internet, transporte etc. Estima sempre com valores acima e verifica que estás numa situação confortável apenas com o teu ordenado líquido. Atenção, não faças estas contas com base no teu ordenado bruto, é o ordenado líquido – após impostos! As despesas fixas, juntamente com o valor da renda não devem exceder 55% do teu orçamento.
  3. Equaciona quanto precisas para as coisas básicas (se é que já não as tens). Por exemplo: cama, mesa, electrodomésticos básicos, roupa de cama, toalhas, etc.
  4. Prepara um fundo de emergência de idealmente 6 meses x o teu ordenado liquido. Se achas que é difícil juntar dinheiro, imagina quando tiveres todas as contas para pagar!
  5. Pensa se preferes uma casa vazia ou mobilada (se for mobilada aproveita o teu orçamento de mobília para o teu fundo de emergência)
  6. Conta com a caução que para a maior parte das casas alugadas exige. Ou seja precisas de duas rendas a entregar ao senhorio (exemplo de renda de 300€ no primeiro mês entregas 600€. Isto a não ser que chegues a um acordo;
  7. Não te esqueças de contar para o teu orçamento as despesas semestrais/anuais, como por exemplo seguro de carro, saúde, IUC, etc. Todos os anos têm tendência para nos apanhar desprevenidos mesmo sabendo que estão mesmo ali.

Depois de sair:

  1. Adapta o teu orçamento à tua realidade;
  2. Nunca deixes de Poupar;
  3. Estipula tetos de despesas para controlar e não os ultrapassar;
  4. Usa uma tabela em Excel, uma aplicação ou um caderno mas controla as despesas e as datas limites de pagamento.

Vê neste gráfico um exemplo de “Orçamento ideal”

 

Legenda:

Despesas fixas – Todas as despesas fixas mensais essenciais à sobrevivência e conforto mínimo. Desde renda, Alimentação, transporte, água, luz, gás, Internet, etc.

Sonhos – Os teus sonhos a curto médio prazo. aquela viagem que gostarias de fazer ou o carro que gostarias de comprar, é com este valor que deves fazer o teu mealheiro.

PPR – nunca é cedo demais para preparar a velhice! Explico melhor o que é um PPR e para que serve aqui.

Luxos – A vida também é para ser vivida! usa este dinheiro para os teus luxos, as coisas não essenciais que também dão alegria à vida! Saídas com os amigos, roupa, etc.

F.E.Fundo de emergência – aos poucos é sempre bom ir alimentando esse fundo e poupar de dores de cabeça futuras.

Educação – Deves sempre investir em ti próprio e melhorar o teu currículo. Seja num curso de línguas ou técnico, Licenciatura ou pós graduação, manter-te atualizado na tua área de atuação.

Investimento – Coloca de parte e informa-te qual o melhor investimento para ti. Existem vários. mais informação aqui

Todo o orçamento deve ser adaptado a cada pessoa. O Importante é reter duas dicas valiosas. não gastar acima das nossas possibilidades, ou seja manter as despesas abaixo dos 55% ou delinear uma estratégica com esse objetivo. E nunca deixar de pensar no futuro. O poupar para um fundo de emergência ou um PRR pode parecer desnecessário hoje mas quando o imprevisto acontecer é um descanso e uma paz que não há nada que pague isso!

Recebi o IRS e agora?

Se és dos felizardos que recebe de volta pelo menos parte do IRS pago ao longo do ano Parabéns!

E agora a questão que se coloca é o “Recebi o IRS e agora? o que fazer com esse dinheiro “extra? Ja pensaste o que fazer que fazer?

Deixo-te aqui algumas dicas. Este artigo não é de todo para te impor de fazer o que quer que seja. Cada um faz com o seu dinheiro o que quiser! São apenas algumas dicas de como podes rentabilizar e fazer um melhor uso dele!

1 – Acabar com as dívidas

Se tens dívidas aproveita para tirar esse fardo de cima, ou pelo menos diminuir o peso.

2 – Pagar o cartão de crédito

Aproveita a oportunidade para acabar de vez como cartão de crédito e retira-lo definitivamente da tua vida!

3 – Abater um crédito

Se o valor é substancial, podes aproveitar para abater num crédito mais pequeno. Mas atenção, não vás na cantiga para te diminuírem a prestação! Diminui sempre o tempo! O diminuir a prestação é apenas uma forma de te manterem pelo mesmo tempo e pagando mais juros!

4 –  Investir

Se não tens um objetivo definido para esse dinheiro, investe num PPR ou noutro tipo de investimento. Mas informa-te bem antes.

5 – Fundo de Emergência

Já expliquei aqui porque é importante ter um Fundo de Emergência! Aproveita esse extra!

 

Aplicação Portal das Finanças (Smartphone/Iphone )

A Autoridade Tributária lançou a meio do período de entrega de IRS uma aplicação Portal das Finanças para Smartphone e Iphone.

Esta aplicação permite:

  1. Efetuar o Login e senha do portal as Finanças;
  2. Se estiver abrangido no Universo de IRS automático, pode usar esta aplicação para entregar a declaração IRS;
  3. Pode verificar que os rendimentos estão corretos;
  4. Pode verificar se as despesas estão corretas;
  5. Verificar antes o pdf da declaração a entregar;
  6. Consignar o IVA e IRS;
  7. Pode confirmar o NIB, caso haja reembolso de IRS;
  8. Acompanhar o estado da sua declaração;
  9. Ter acesso ao comprovativo de entrega em pdf

 

Armadilhas mentais para sabotar o teu Orçamento Familiar

Estas armadilhas mentais que só servem para sabotar o teu orçamento familiar, normalmente aparecem em alturas de mais stress, com a auto-estima em baixo ou a desmotivação prevalece. Se o teu objetivo para 2017 é sair do endividamento ou caminhar para a independência financeira é importante saber identificar os teus pontos fracos, em que mais vacilas e adoptares técnicas para evitar cair na armadilha.

Aqui seguem as armadilhas mais comuns. Pensa na tua, e aprende a dares a volta! (mais…)

5 dicas fáceis para começar a poupar

Todos temos sonhos mas muitas vezes não os realizamos porque achamos que nos faltam condições (monetárias) para isso. O problema muitas vezes não é achar que o dinheiro não sobra para realizar os nossos sonhos, mas não fazer o menor esforço para os realizar.

Qualquer pessoa pode poupar independentemente do que ganhe. O que distingue quem poupa de quem não faz rigorosamente nada para isso…É a força de vontade e disciplina.

Para te ajudar a dar este primeiro passo, agora que sabes que só depende de ti mudar a tua vida e lutar para a realização dos teus sonhos, dou-te algumas dicas muito fáceis que podes fazer já hoje que te vão ajudar a poupar os primeiros euros este mês. (Mas não vale gastar-lo logo de seguida! tens que o colocar de parte!)

(mais…)

Será que vale a pena um Plano Poupança Reforma?

Esta questão coloca-se sempre quando se pondera em subscrever um PPR. antes de decidir  se compensa e qual deles escolher é sempre importante informar-te e analisar todas as possibilidade para escolher a que melhor se adequa a ti.

(mais…)

Quando é que as minhas dívidas prescrevem?

Esta é uma informação MUITO IMPORTANTE, pois muitos não sabem quando é que as dívidas prescrevem e podem estar aflitos no seu orçamento familiar com cobranças agressivas por parte das entidades. Por favor partilha esta informação!

(mais…)

Como conseguir um crédito de habitação aprovado

Se pensas comprar casa, antes de pedir um empréstimo, tens que saber o que as instituições financeiras analisam antes de aprovar um crédito habitação. Não se trata de uma escolha aleatória, nem apenas de quem ganha bem. Quanto melhor souberes e estiveres preparado, mais hipóteses tens que  o crédito seja aprovado à primeira.Sabe aqui alguns dos fatores que os bancos levam em conta.

(mais…)

Erros que os Trabalhadores Independentes não podem cometer

 Os trabalhadores independentes podem cometer erros financeiros sem sequer se aperceberem disso. Com tantas obrigações torna-se difícil cumprir com tudo o que é pedido mas o fato é que alegar que “não sabia” de algo não o livrará de problemas ou coimas!
 

  (mais…)

Finanças estão a impedir a compra e venda de Imóveis

Atenção! Se está a pensar comprar ou vender um imóvel certifique-se que não tem qualquer dívida com a Autoridade Tributária. As Finanças estão a impedir a compra e venda de Imóveis a quem apresente dívidas no Portal das Finanças.

(mais…)