Educação Financeira Inicio de Vida Planear Poupar

Os Quatro Pilares das Finanças Pessoais

O Planeamento Financeiro é apenas um aspeto de algo bem maior que é o nosso plano de vida. No entanto, as finanças Pessoais são uma parte muito importante para atingir esse plano.

Os nossos objetivos de vida custam dinheiro, de uma forma ou de outra. Neste sentido e para os poder alcançar é essencial aprender a dominar os nossos recursos de forma adequada. Descobre aqui quais são os 4 pilares fundamentais das finanças pessoais que te vão ajudar a alcançar tudo a que te proponhas.

Os Quatro Pilares das Finanças Pessoais:

 

 1 – Estabelecer de onde partimos e para onde vamos

Olha para o teu plano financeiro como um mapa. Este mapa permite uma visualização de qual é o objetivo que queres atingir. Para isso é importante ter a consciência do ponto em que se está e saber exatamente o que queres atingir de forma a delinear o teu mapa de ação. Aqui é importante fazeres um levantamento exaustivo da tua condição financeira ao dia de hoje.

 

 2 – Poupança – A criação de Património

Chegando à conclusão que todos os objetivos necessitam de alguma forma de dinheiro, a única forma de obter esse dinheiro é através da poupança. Se ao estabeleceres o ponto de partida, ao fazer um levantamento de toda a tua situação financeira chegares à conclusão que tens dívidas de cartões de crédito ou outras, o primeiro passo será elimina-las o mais rapidamente possível. As dívidas podem ser vistas, de certa forma, como uma “poupança negativa”. Caso tenhas o privilégio de iniciares com “tábua rasa”, uma forma de te comprometeres com a poupança é encara-la como uma fatura a pagar todos os meses. Deverá ser a primeira “fatura” a pagar todos os meses. Se fizeres ao contrário, ou seja, pagando primeiro as contas do mês e usando o que sobrar para poupança, nunca irás conseguir poupar nada.

 3 – Investimento – Crescimento do património

A poupança por si só não é suficiente. Há que ter em conta a inflação que irá quebrar o valor das poupanças. Por isso, também é importante aprender a investir e a rentabilizar essas poupanças.

Aprende a investir, conhece os produtos que existem. O que é o risco? Como construir um portefólio adequado ao nosso objetivo e à tua tolerância pessoal ao risco? Estas são algumas das questões, entre muitas outras, sobre as quais deves refletir antes de investir e que é indispensável conheceres.

 4 – Proteção do património

Em tudo existem riscos que podem afetar seriamente o nosso património. Eventos tão simples como um acidente automóvel (do qual sejamos responsáveis), até outros mais extremos como um Incêndio. Por isso, a proteção do património e das pessoas são um elemento indispensável que não pode ser esquecido. Analisa os seguros que te fazem mais sentido e aposta um sistema de proteção à tua medida é meio caminho para que nada possa colocar em causa todo o esforço feito no sentido de alcançar os teus objetivos de vida.

 

Se refletires com base nestes pilares e delineares os teus objetivos com isto em vista, com certeza alcançaras tudo o que te propões.

Partilha connosco as tuas ideias sugestões e histórias!  😀

Deixar um comentário