Contas a vida 360
Endividamento

Estou Endividado, e agora?

O mais importante estando numa situação de endividamento é não ignorar a situação e não esperar que esta se resolva por si só, só irá piorar com o tempo. Quando chegamos ao momento e pensamos, Estou Endividado, e agora?

Existem diversos Gabinetes dispostos a ajudar a ultrapassar os problemas. Pode recorrer ao Gabinete de apoio ao sobre-envididado (Deco), à ASFAC (Associação de Instituições de Crédito Especializado) e ao GOEC (Gabinete de Orientação ao Endividamento dos Consumidores). Estas entidades são credenciadas pelo Ministério da Justiça para tratar de casos de sobreendividamento.

Os passos fundamentais para sair dessa situação são as seguintes:
1 – Definição das necessidades familiares;
2 – Identificação de todas as dívidas, montantes, prazos, mensalidades;
3 – Planeamento de todas as despesas previsíveis e cruzar com os rendimentos;
4 – Renegociação das dívidas com o credor, pedir plano de pagamentos;
5 – Analisar a possibilidade de consolidação de empréstimos;
6 – Não esquecer que para dívidas de telecomunicações e outros serviços públicos “o direito ao recebimento do preço do serviço prestado prescreve no prazo de seis meses após a sua prestação”. A prescrição deve ser invocada pelo titular do contrato junto da empresa, por escrito, através de carta registada com aviso de recepção, ficando com cópia da carta e guardando os registos de envio;
6 – Atenção- A partir do momento que se compromete com um plano de pagamentos tem que cumprir até ao fim, sob pena de este ser anulado e retomarem a cobrança da totalidade da dívida;
8 – Ter presente que é sempre importante prever um excedente dos rendimentos sobre as despesas (uma poupança), por muito pequeno que seja, que servirá para atender a qualquer imprevisto ou que pode ser canalizado no fim do mês para uma aplicação.

Informações Úteis

O Gabinete de Orientação ao Endividamento dos Consumidores (GOEC), tem como missão informar os consumidores em matéria de crédito e gestão do orçamento familiar.

E os seus objectivos são:

  • Aconselhar as famílias no recurso ao crédito enquanto instrumento de gestão do orçamento familiar;
  • Assegurar às famílias que recorram ao serviço um apoio técnico, profissional e documentado na gestão do orçamento familiar;
  • Aconselhar e acompanhar a recuperação de situações familiares de pré-insolvência
Contactos:
Telefone: +351 21 392 5942
email:gac@iseg.ulisboa.pt

GABINETE DE APOIO AO SOBRE-ENDIVIDADO (Deco)

A atuação do GAS passa pela análise da situação específica do consumidor endividado e pelo contacto com as entidades credoras com o objetivo de efetuar uma reestruturação dos contratos de crédito/dívidas e encontrar assim formas que permitam ao consumidor cumprir com as suas obrigações financeiras.

Este apoio destina-se apenas a pessoas singulares (consumidores e suas famílias), com manifesta impossibilidade de fazer face ao conjunto das suas dívidas não profissionais.

As dívidas não profissionais podem ser definidas como as que resultam dos compromissos financeiros assumidos junto das entidades de crédito (bancos ou entidades financeiras) ou de outros credores (fornecedores de eletricidade, gás, água, telecomunicações, etc.).

Contactos:
Dias úteis, das 10h às 17h30, para os seguintes números:
Lisboa 21 371 02 38   •   Porto 22 339 19 61
Email: gas@deco.pt
Ou através do portal, devendo registar-se e de seguida apresentar o seu pedido.

Artigos Relacionados

Qual é seu Perfil de Endividamento?

A Caminho da Independência Financeira

Lista Negra – Banco de Portugal

1 comentários

5 Sinais de Alerta de que algo vai (muito) errado nas suas finanças - 10 Julho, 2017 at 21:57

[…] Se o rácio do seu endividamento for de 100% ou mais (ou seja, deve mais do que o montante que pode pagar todos os meses), terá de arranjar um plano de reestruturação da sua dívida URGENTE. […]

Responder

Deixa um comentário