Contas a vida 360
Finanças Pessoais

Certificado Energético Tudo o que precisa de saber

certificado-energetico-obrigatorio-nos-anuncios-de

Tudo o que precisa de saber sobre Certificados Energéticos

Quem são os responsáveis por tratar do Certificados Energéticos?

Os proprietários e promotores de imóveis são, em primeira instância, os responsáveis pela obtenção do certificado energético

Quando o Certificado Energético é obrigatório?

Do prisma do cidadão desde 1 de Dezembro de 2013 é obrigatório ter C.E quem tem casa alugada (ou quer alugar)  ou vender. É informação obrigatória em qualquer anuncio de aluguer ou para quem quer vender casa (também é obrigatório no acto da escritura).

Que validade tem?

Cerca de 10 anos se não fizer obras de grande extensão ou melhoramentos na casa, ai terá que atualizar

Quanto custa?

As taxas de registo e emissão do certificado para uma habitação variam entre € 35 (T0 e T1) a € 65 (T6 ou superior), mais IVA. No caso de edifícios de comércio e serviços, oscilam entre € 150 (área útil até 250 m2) a € 950 (superior a 5000 m2), mais IVA. A este valor acresce o preço do serviço cobrado pelo perito, que não está tabelado.

Convém comparar honorários. Podem variar significativamente consoante o técnico, o tipo de imóvel e a localização.

O valor total inclui a taxa que é paga ao Estado, mais possíveis despesas de deslocação, mais o trabalho do perito mais despesas de emissão de certificado mais IVA claro.  é importante pedir vários orçamentos e comparar preços. pedir sempre orçamentos de empresas da vossa zona para evitar as despesas de deslocamento.

Que documentos são necessários?

Cópias da planta do imóvel, caderneta predial urbana (imprima a partir do Portal das Finanças), certidão de registo na conservatória e ficha técnica da habitação (ou outros documentos com especificações técnicas dos materiais utilizados). A certidão de registo e ficha técnica pode ser obtida no site de Certidões online ou na câmara municipal e custam a volta de 15€

Quanto tempo demora?

Dado que os peritos têm autonomia para tratar de todo o processo, pode demorar 2 a 3 dias.Depende do fluxo de trabalho de cada empresa.

Qual o valor das multas?

Os particulares em incumprimento sujeitam-se a uma multa de 250 a 3740 euros. Já as empresas poderão pagar entre 2500 e 44 890 euros.

10 Passos para uma Certificação Energética Eficaz

  1. Pesquise e procure propostas de vários peritos qualificados que atuem na sua zona. Pode encontrar a lista completa de peritos na nossa Bolsa de Peritos;
  2. Não olhe só para o preço. Tenha em consideração outros aspetos propostos pelo perito;
  3. Formalize a contratação do trabalho com o perito. Deve haver algum documento prévio que denote o acordo estabelecido com quem lhe faz a certificação;
  4. Reúna, antes da visita ao imóvel, toda a documentação que lhe foi solicitada;
  5. Solicite a identificação do perito aquando da visita ao imóvel. O perito responsável pela emissão do certificado deve visitar o imóvel em questão;
  6. Facilite o acesso a todos os espaços do imóvel (incluindo sótãos, caves, casas de máquinas, telhados, varandas, etc.);
  7. Questione o perito, especialmente ao nível das possíveis medidas de melhoria.
  8. Peça uma versão prévia do certificado. O perito pode facultar-lhe uma versão prévia (sem validade legal) do certificado;
  9. Analise toda a documentação que o perito lhe envia.
  10. Caso o seu certificado contenha alguma informação incorreta ou, ainda, se ficar insatisfeito com a atuação do perito, dirija a sua reclamação ao Centro de Serviço a Clientes da ADENE;

Informação retirada da  ADENE  e DECO

Artigos Relacionados

10 Dicas para te ajudar a melhor gerir o teu dinheiro

Fundo de emergência – Quem, Como e Porquê ?

EDP – Pago depois… se eu quiser!

1 comentários

Guia Morando sozinho #03 – Compra de uma casa | Contas à vida 360º 30 Janeiro, 2017 at 12:51

[…] Analisar a Certificação energética  […]

Responder

Deixa um comentário