Contas a vida 360
Coaching Financeiro Endividamento Finanças Pessoais

Mitos do Cartão de Crédito

A verdade, por muito que custe aceitar é esta: Os cartões de crédito permitem às pessoas adquirirem dívidas muito mais rápido. Isto devido à facilidade de obter um cartão de crédito, mas também pela sociedade consumista que nos inserimos de que quem não tem o último smartphone / iphone da moda sente-se excluído.

“No final do ano estavam registados na rede Multibanco cerca de 20 milhões de cartões de pagamento activos (seis milhões de cartões de crédito e 14 milhões de cartões de débito), mais 1,7% do que em 2014”. Por tipo, os cartões de débito aumentaram 1,9% face ao ano anterior, enquanto os de crédito cresceram 1,1%.

Banco de Portugal.

 

Mitos do Cartão de Crédito

1. “São mais fáceis de usar em relação ao dinheiro.”

É verdade, não pesa na carteira e não temos que o contar, mas também é verdade que se torna muito mais fácil gastar e sem ter a noção do quanto é gasto. Ao ter que pagar a dinheiro o nosso cérebro assume a “dor” de desapegar do dinheiro enquanto com o cartão não.

2. “São úteis em caso de uma emergência.”

Já falamos aqui da importância de ter um fundo de emergência para situações mesmo urgentes. O mal é que muitas pessoas tornam as compras de natal, aquela TV com um preço espectacular ou um novo smartphone uma emergência que se torna uma dívida infindável.

3. “Dão-nos recompensas, pontos, milhas ou dinheiro de volta!”

Os bancos / instituições de crédito são génios de marketing. Com os sistemas de recompensas apelam para quase qualquer pessoa. Eles sabem exatamente como tentar a pessoa a inscrever, mesmo que seja apenas com o intuito de aproveitar as recompensas e muitas vezes acabam por usar o cartão. E nunca ninguém ficou rico com um programa de recompensas.

4. “São fáceis de pagar todos os meses”.

Talvez. Porque os pagamentos de cartões de crédito são feitos para durarem eternamente. Mesmo que prevejas pagar a totalidade do cartão no final do mês, podes cair numa armadilha ao longo do caminho. Pouco a pouco, os gastos aumentaram até que os pagamentos mínimos não pareçam tão maus e ficas preso durante anos.

A única coisa que os cartões de crédito nos dá é a hipótese de gratificação instantânea. Não há nada que um cartão de crédito te possa dar que não o possas alcançar com tempo determinação e força de vontade.

Às vezes, não percebemos como os cartões de crédito podem prejudicar facilmente as nossas finanças e o nosso consciente. É importante recuar e olhar para a causa da necessidade em si. É imprescindível compreender como podem ser perigosos, principalmente em mãos de quem não se sabem disciplinar, que tenham dificuldades e/ou problemas de auto-estima e responsabilidade.

Artigos Relacionados

#desafio52semanas52Livros – “Pai Rico Pai Pobre” de Robert Kiyosaki

Será que vale a pena um Plano Poupança Reforma?

Sabias que podes estar isento das Taxas Moderadoras?

Deixa um comentário